O ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, visita Moçambique a partir desta segunda e até quinta-feira, para participar na Feira Agropecuária, Comercial e Industrial de Moçambique (FACIM) e contactar várias empresas portuguesas no país.

Logo depois de aterrar em Maputo, Pedro Siza Vieira participa na abertura da 55.ª edição da FACIM, certame em que estarão presentes 20 empresas de Portugal, o país estrangeiro mais representado na feira, de acordo com uma nota enviada à agência Lusa pelo Ministério da Economia.

Neste primeiro dia estão ainda previstos encontros com membros do Governo moçambicano e a participação na gala de entrega de prémios Cooperação Moçambique e Téktónica Moçambique – Fundação AIP (Associação Industrial Portuguesa).

Na terça-feira, o ministro português, acompanhado pelo chefe de gabinete, estará no lançamento de um anuário da Câmara do Comércio Portugal Moçambique, estando prevista a visita a várias empresas e um discurso de Siza Vieira durante a celebração do Dia de Portugal na FACIM.

No dia seguinte e até partir, na quinta-feira, Pedro Siza Vieira visitará a cidade da Beira, província de Sofala, onde vai conhecer os trabalhos de reconstrução dos blocos operatórios do Hospital Central, manter encontros institucionais e contactos com empresas de capitais portugueses.

A cidade da Beira foi uma das mais afetadas pela passagem do ciclone Idai, em março.

A FACIM, organizada pelo governo moçambicano por meio da Agência para a Promoção de Investimento e Exportação (APIEX), é um dos principais eventos de negócios no país lusófono, sendo que para a edição deste ano estão registadas empresas de 16 países.