O Sindicato Nacional dos Registos inicia esta segunda-feira uma greve de seis dias intercalados em defesa de um sistema remuneratório, progressão e promoções na carreira e abertura de novos concursos internos e externos.

O sindicato tem paralisações marcadas para esta e para as próximas segundas-feiras, dias 2, 9, 16, 23 e 30 de setembro.

Segundo a estrutura sindical, o Governo continua a não cumprir a lei referente à reforma dos registos e notariado, nomeadamente nas atualizações indiciárias desde o ano 2000 e não cumprindo as promoções e compensações.

Os trabalhadores exigem também uma nova lei orgânica.