O fundo Greenwood Builders voltou a comprar ações dos CTT, desta vez num valor de 74.474 euros, para um total de 40 mil ações, de acordo com um comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Na mesma nota, a empresa revelou que recebeu “no dia 26 de agosto de 2019 de Greenwood Investors, LLC, entidade estreitamente relacionada com Steven Wood, administrador não Executivo dos CTT, uma comunicação de transações de dirigente realizada nos dias 21 e 22 de agosto de 2019” referente a estas operações, do Greenwood Builders.

Assim, a entidade adquiriu, no dia 21 de agosto, 15 mil ações dos CTT por 27.539 euros, tendo no dia seguinte comprado 25 mil títulos por 46.935 euros. O comunicado não esclarece qual a posição comprada, nem com que participação é que o fundo fica no capital dos CTT.

No site da empresa, cuja informação foi atualizada esta terça-feira, o fundo aparece com uma posição de 5,60% na empresa o que faz com que seja o terceiro maior acionista.

No dia 6 de agosto, os CTT anunciaram que o fundo reforçou a sua posição na empresa ao investir 101.439,4 mil euros em 52.695 ações, segundo informação à CMVM. As transações foram feitas em três dias. Em 30 julho, o fundo comprou 15 mil ações no valor de 28.900 euros, em 31 de julho mais 33.349 mil ações no valor de 64.170,17 euros e, por fim, em 01 de agosto 4.346 ações no valor de 8.369,23 euros.

A SGPS Manuel Champalimaud é o maior acionista dos CTT, com 13,07%, seguida da Global Portfolio Investments, com 5,66%.

Os CTT fecharam esta terça-feira a subir 0,99% na bolsa de Lisboa.