Rádio Observador

Moscovo

Sá Pinto quer Braga a marcar em Moscovo para garantir fase de grupos da Liga Europa

Ricardo Sá Pinto garante que, para o Braga, "o resultado está 0-0" pelo que o objetivo é "não sofrer novamente e marcar". A passagem à fase de grupos garantirá ao clube quase 3 milhões de euros.

Sporting de Braga e Spartak de Moscovo defrontam-se a partir das 18h15 de quinta-feira

HUGO DELGADO/LUSA

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

Ricardo Sá Pinto quer que o Sporting de Braga volte a marcar ao Spartak Moscovo, na segunda mão do ‘play-off’ de acesso à Liga Europa de futebol, para ‘carimbar’ a qualificação à fase de grupos.

No primeiro jogo da última fase preliminar desta competição, em Braga, na última quinta-feira, os minhotos venceram por 1-0, golo de Ricardo Horta.

Na nossa cabeça o resultado está 0-0, este é um outro jogo, muito difícil. Sabemos a vantagem que temos, mas também o valor do adversário e o quanto é difícil jogar neste estádio perante estes adeptos. Estamos preparados, mas cientes daquilo que temos de fazer”, afirmou o técnico dos ‘arsenalistas’ na conferência de imprensa de antevisão da partida, antes do habitual treino de adaptação ao relvado do estádio do adversário.

Segundo Sá Pinto, fazer golos “é um objetivo: não sofrer novamente e marcar. Temos marcado sempre golos e vamos querer fazê-lo”, disse.

A luta com a Rússia pelo sexto lugar no ranking da UEFA também não foi esquecida pelo treinador português, sendo que, “primeiramente”, o forte desejo da qualificação é pelo clube, visto ser um objetivo assumido do Sporting de Braga. “Como português que sou, queria muito ajudar o meu país. Adicionalmente, espero que dê os pontos que precisamos para colocar equipas de forma mais direta, não passar por este caminho e calendário tão difícil. Era importante para o país logicamente”, notou.

Sá Pinto considerou ainda que, para proteger as equipas portuguesas que participam em fases preliminares das competições europeias, seria “benéfico” adiar os seus jogos internos. “Outros países fazem-no e, se pudéssemos ter outras condições para disputar estas competições, o Braga agradecia”, disse.

O central Pablo Santos e o extremo Murilo não viajaram para Moscovo devido a lesões, tal como Rui Fonte, titular em Barcelos, no domingo, diante do Gil Vicente, na terceira jornada do campeonato (1-1), este por não estar ainda inscrito visto tratar-se de uma contratação muito recente.

Sá Pinto disse ter três opções em quem “confia plenamente” para o lugar do central – Palhinha, Tormena e Lucas. “Preparámos sempre a melhor equipa para jogar, com as condicionantes e diferenças que existem de jogo para jogo. Vai entrar em campo a equipa que está mais preparada para começar este jogo”, frisou.

A passagem à fase de grupos garantirá ao Sporting de Braga 2,92 milhões de euros, que se somarão aos 280 mil euros já ganhos por ter ultrapassado a terceira pré-eliminatória.

Sporting de Braga e Spartak de Moscovo defrontam-se a partir das 18h15 de quinta-feira, na segunda mão do ‘play-off’ da Liga Europa, no Otkrytie Arena, em Moscovo, jogo que será arbitrado pelo italiano Davide Massa.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)