Os termómetros vão atingir esta quinta-feira temperaturas bastante semelhantes às verificadas na quarta. As zonas mais quentes do país serão Évora, com uma máxima prevista de 36º C, Beja, com 35º C, e Santarém e Castelo Branco, com 34º C. Em Lisboa, os termómetros vão chegar aos 31º C e em  Faro aos 32º C. No norte do continente, Bragança será a zona onde o calor mais se fará sentir, com uma máxima prevista de 33º C, enquanto no Porto são esperados 22º C, de acordo com dados do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

A nebulosidade também vai dar tréguas esta quinta-feira, apesar da possibilidade do seu regresso no sábado. Com o aproximar do fim de semana, a chuva também pode voltar a marcar presença nas ilhas dos Açores. Quanto às temperaturas, os termómetros vão subir na sexta-feira e podem atingir os 34º C em Lisboa e os 38º C em Évora. Sábado deverá trazer uma ligeira descida das máximas.

Devido às altas temperaturas, nove concelhos dos distritos da Guarda, Faro e Castelo Branco apresentam esta quinta-feira um risco máximo de incêndio, sendo eles os concelhos de Monchique, Silves, São Brás de Alportel, Tavira, Alcoutim e Castro Marim (Faro), Penamacor (Castelo Branco) Guarda e Sabugal.

O IPMA colocou também vários concelhos de Faro, Beja, Portalegre, Castelo Branco, Guarda, Viseu, Bragança e Coimbra em risco muito elevado de incêndio.

Para além dos alertas para o risco de fogos, e ainda segundo o mesmo instituto, todo o continente, o arquipélago da Madeira e as ilhas açorianas do Faial e Terceira estão com um risco muito elevado de exposição à radiação ultravioleta (UV). Ainda no arquipélago dos Açores, as ilhas de São Miguel e Flores apresentam risco elevado de exposição à radiação UV.