“O Falcão Manteiga de Amendoim”

No sul dos EUA, Zak (Zak Gottsagen), um rapaz com Síndrome de Down que foi abandonado pelos pais, evade-se do asilo de idosos onde vive e definha e emparelha com Tyler (Shia LaBoeuf), um mecânico e pescador de caranguejos em fuga, rumando ambos à Florida numa jangada improvisada. São perseguidos pelo agressivo pescador a quem Tyler queimou o equipamento por vingança, e pela jovem e muito preocupada curadora de Zak. Estreia na realização da dupla Tyler Nilson/Michael Schwartz, “O Falcão Manteiga de Amendoim” é um simpático, afetuoso e despretensioso buddy movie independente, cujas peripécias e espírito evocam o Mark Twain de “Tom Sawyer” e de “As Aventuras de Huckeberry Finn”.

“Vem e Vê”

Exibido e premiado no Festival de Cinema de Tróia de 1985 e nunca exibido em Portugal, “Vem e Vê”, do russo Elem Klimov, chega a Portugal em cópia restaurada, 34 anos depois. Baseado num livro do escritor Ales Adamovich e passado na Bielorrússia durante a II Guerra Mundial, “Vem e Vê” exibe as qualidades e a sensibilidade do seu realizador (autor, entre outros, do magnífico “Adeus a Matiora”, de 1983), mas também os defeitos e os estereótipos dos filmes de “grande guerra patriótica” propagandísticos da antiga URSS. No género e com o mesmo enquadramento histórico, é perfeitamente legítimo preferir-lhe “A Infância de Ivan”, de Andrei Tarkovsky, ou “Ascensão”, de Larissa Shepitko, que foi casada com Klimov.

“Blinded by the Light: O Poder da Música”

Gurinder Chadha, a realizadora de“Chuta como Beckham”, assina este filme baseado nas recordações de juventude do jornalista e documentarista Sarfraz Manzoor, que se chama aqui Javed. Estamos em Luton, na década de 80. Javed frequenta o liceu local, pertence a uma família paquistanesa que emigrou para Inglaterra e tem um pai autoritário e tradicionalista que trabalha numa fábrica de automóveis e que nunca se assimilou. Javed sente-se plenamente inglês, quer sair de casa e de Luton o mais depressa possível, seguir o seu próprio caminho e escrever para ganhar a vida. E um dia, descobre a música de Bruce Springsteen. “Blinded by the Light: O Poder da Música” foi escolhido pelo Observador como filme da semana, e pode ler a crítica aqui.