Rádio Observador

Volkswagen

VW corta 3.000€ ao e-Golf devido à chegada do ID.3

A Volkswagen prepara-se para revelar o novo ID.3 a 10 de Setembro, no Salão de Frankfurt, por menos de 30.000€. Daí o corte de 4.000€ no preço do e-Golf na Alemanha e 3.000€ em Inglaterra.

Autor
  • Observador

O ID.3 é o modelo que vai revolucionar a Volkswagen. E não só, pois nunca o grupo alemão investiu tanto num só automóvel. Basicamente porque, ao ser o primeiro, foi necessário adaptar fábricas, conceber plataformas, construir motores eléctricos, comprar células e criar linhas de produção para montar os packs de baterias, tudo para equipar um novo tipo de veículo. O ID.3 vai ser revelado no salão de Frankfurt, a 10 de Setembro, e a data é de tal forma importante que a apresentação mundial do novo Golf, a 8ª geração, igualmente agendada de início para o certame germânico, foi deslocada para Outubro  para não roubar o palco ao eléctrico.

Do novo ID.3 ainda falta conhecer as linhas definitivas, mas já se conhece praticamente tudo o resto. A começar pelo facto de a versão mais acessível propor uma bateria com 45 kWh de capacidade, 330 km de autonomia (segundo o método WLTP) e um preço inferior a 30.000€ na Alemanha, em Portugal e na maioria dos países europeus. E se este posicionamento de preço é boa notícia para os clientes, não o é para o fabricante, uma vez que este valor é substancialmente mais reduzido do que o pedido por um e-Golf, que na Alemanha rondava os 35.900€ e que em Portugal ainda está nos 42.000€.

Ora não é fácil explicar a um cliente que é boa ideia pagar por um e-Golf, com uma bateria de apenas 35,8 kWh e uma autonomia de 231 km (em WLTP), muito mais do que por um ID.3, melhor em todos os aspectos e… mais barato. Daí que alguns países tenham vindo a corrigir “em baixa” o preço do e-Golf. Um bom exemplo é-nos dado pela Alemanha, país onde o e-Golf baixou de 35.900€ para 31.900€, antes das ajudas estatais, num rumo similar ao que aconteceu mais recentemente no Reino Unido, onde o preço do Golf eléctrico caiu de 33.900£ (37.435€) para 31.075£ (34.315€), o que depois das ajudas do Estado fica em 30.450€.

Em Portugal, o e-Golf é proposto por 42.901€ e não tem, de momento, prevista qualquer redução do valor de venda, o que coloca este eléctrico mais antigo mais de 13.000€ acima do preço que se espera para o próximo VW ID.3, que iremos conhecer dentro de dias.

O novo ID.3 vai começar a ser fabricado no final de 2019, com as primeiras unidades a serem entregues aos clientes a partir do início de 2020. Ao nosso país chegará em meados do ano, com baterias de 45, 58 e 77 kWh, a que correspondem autonomias de 330, 420 e 550 km. Os primeiros ID.3 a chegar às mãos dos condutores nacionais pertencerão à versão de lançamento, o ID.3 First Edition, com as 50 unidades previstas a usufruírem de uma bateria com 58 kWh, por um preço “abaixo de 35.000€”, de acordo com a SIVA.

Recomendador: descubra o seu carro ideal

Não percebe nada de carros, ou quer alargar os horizontes? Com uma mão-cheia de perguntas simples, ajudamo-lo a encontrar o seu carro novo ideal.

Recomendador: descubra o seu carro idealExperimentar agora

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)