A curadora e crítica de arte italiana Beatrice Leanza é a nova diretora executiva do Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (MAAT), em Lisboa, anunciou esta segunda-feira a Fundação EDP.

Num comunicado, a entidade aponta que a escolha da curadora nascida em Itália, “com uma sólida carreira profissional desde 2002”, foi feita por convite, após um processo que envolveu entrevistas a vários candidatos.

Com esta escolha, a Fundação EDP “optou por um perfil com um reconhecido percurso nas áreas da arte contemporânea, design e arquitetura, e uma larga experiência na gestão de projetos e de equipas”, justifica a entidade.

A Fundação EDP acrescenta ainda que decidiu efetuar uma alteração no organograma do MAAT, que passa a ter uma diretora executiva e um conselho curatorial.

A nova diretora substitui o arquiteto e designer português Pedro Gadanho, que deixou a direção ao fim de um primeiro contrato, por mútuo acordo, em julho último, depois de ter iniciado funções em 2015, um ano antes da inauguração do museu.