O suspeito do crime de homicídio de José Manuel Costa, empresário de marketing, fundador da consultora de comunicação GCI e presidente do Conselho de Administração da “Sustainable Society Initiative”, a agência de comunicação do Continente, confessou o crime, avança o Expresso.

O jornal acrescenta que lhe foi aplicada a medida de coação mais grave pelo Tribunal de Sintra . O forte perigo de fuga e a perturbação da ordem pública foram as razões invocadas pelo juiz para determinar que o suspeito de homicídio fique a aguardar julgamento em prisão preventiva. A mesma publicação afirma que o homem tem 24 anos e é natural do Pará, no Brasil.

Detido suspeito de assassinar empresário de marketing em Sintra. Arma do crime ainda está por encontrar

José Manuel Costa foi encontrado já sem vida na manhã do dia 13 de agosto, na sala da sua casa, no concelho de Sintra, pela empregada doméstica. Terá sido morto na noite anterior, num cenário que fonte da PJ descreveu ao Observador como “muito violento”.

O empresário de 54 anos foi atingido com cerca de 10 golpes de uma faca “de grandes dimensões” — que ainda não foi encontrada pela PJ — em “zonas vitais” do corpo. O crime foi cometido a 12 de agosto e o suspeito esteve em fuga durante vinte dias.