O volume das vendas a retalho avançou em julho 2,2% na zona euro e 2,6% na União Europeia (UE) face ao mesmo mês de 2018, tendo em Portugal crescido acima da média (4,4%), divulga esta quarta-feira o Eurostat.

Segundo o gabinete estatístico europeu, já face a junho as vendas a retalho recuaram 0,6% em julho na zona euro e 0,5% na UE. Entre os Estados-membros para os quais há dados disponíveis, as maiores subidas nas vendas homólogas no volume de vendas a retalho registaram-se na Roménia (7,5%), em Malta (6,5%), na Hungria e na Eslovénia (6,3% cada), tendo sido registado apenas um recuo, de 0,8%, na Eslováquia.

Portugal viu as suas vendas a retalho aumentarem 4,4% em termos homólogos e manterem-se estáveis face a junho.

Face a junho, os principais recuos nas vendas a retalho observaram-se na Croácia (-3,3%), na Alemanha (-2,2%) e na Bélgica (-1,4%).

Por seu lado, a Irlanda (1,9%), a Eslovénia (1,2%), a Bulgária e Malta (1,0% cada) apresentaram os maiores avanços na variação em cadeia.