A Altice Portugal e a SIC, do grupo Impresa, assinaram esta quinta-feira um novo acordo para a distribuição dos canais da estação na plataforma da Meo, que é válido por mais três anos, anunciaram as empresas.

“A renovação deste acordo é mais um passo muito relevante na relação entre as empresas, sendo que vem consolidar, uma vez mais, a qualidade da oferta dos melhores conteúdos televisivos aos clientes Meo, assim como, através da comunicação, da tecnologia e dos conteúdos, permitir a sua ligação ao país e ao mundo”, refere a Altice Portugal, em comunicado.

“A assinatura do acordo com a Altice Portugal acontece dias antes da apresentação da nova temporada da SIC”, refere ainda a Altice. Segundo o presidente executivo, Alexandre Fonseca, citado em comunicado, este novo acordo para a distribuição dos canais da SIC no serviço Meo “é da maior importância para a Altice Portugal”.

“Numa altura em que a SIC é líder de audiências, com reforço do investimento em conteúdos, em diversificação de produto televisivo e numa nova estratégia e posicionamento, a Altice Portugal assume a sua satisfação com a assinatura deste acordo. Claramente, o investimento do grupo tem dado frutos, uma vez que a SIC generalista é hoje a estação mais vista pelos portugueses, tendo ainda na SIC Notícias uma referência no que diz respeito à informação que é feita em Portugal”, destaca ainda Alexandre Fonseca.

A SIC tornou-se líder de audiências em fevereiro deste ano.

“Este acordo reforça uma parceria com já vários anos. Continuaremos, através dos nossos canais líderes, a oferecer os melhores conteúdos televisivos aos espectadores do Meo”, realça, por sua vez, o presidente executivo da Impresa, Francisco Pedro Balsemão.

Deste modo, a SIC continuará a estar presente em todos os ecrãs dos clientes Meo, em HD (alta definição), com uma vasta oferta de canais de televisão (SIC, SIC Notícias, SIC Radical, SIC Mulher, SIC K e SIC Caras).

Em 10 de maio último, a Altice Portugal e a RTP assinaram um novo acordo para a distribuição dos canais da estação pública na plataforma da Meo por mais três anos.