Rádio Observador

Desporto

Ronaldo, Bernardo Silva e João Cancelo nomeados para o melhor onze do ano pela FIFA

Cristiano Ronaldo, Bernardo Silva e João Cancelo fazem parte de uma lista de 55 jogadores, revelada esta quinta-feira pela FIFA, para o melhor onze do ano. Ronaldo é a 15º vez que consta nos nomeados.

FILIPE AMORIM/OBSERVADOR

Cristiano Ronaldo, Bernardo Silva e João Cancelo são os três portugueses presentes na lista de 55 jogadores nomeados para o 11 do ano da FIFA.

Na última época, Cristiano Ronaldo era o único português a figurar entre os 55 finalistas, mas, para esta edição, surgem também Cancelo, até ao final da época seu companheiro na Juventus, e Bernardo Silva, do Manchester City.

O extremo português, cinco vezes vencedor do troféu de melhor do Mundo, esteve em cada lista de 55 nomeados desde a primeira edição ‘onze’ da época, em 2004/05.

Quanto a Bernardo Silva, eleito no final da última época o melhor jogador da Liga das Nações, que Portugal venceu, e também do Manchester City — além de ter estado nos nomeados a jogador do ano na ‘Premier League’ – teve uma temporada quase perfeita.

Bernardo Silva ganhou tudo em Inglaterra, só lhe faltando o título na Liga dos Campeões, eliminado nos quartos de final pelo Tottenham.

Já Cristiano Ronaldo, um crónico candidato a prémios, venceu igualmente a Liga dos Nações com Portugal e conquistou a Série A Italiana e a Supertaça transalpina, juntamente com Cancelo, entretanto transferido para o Manchester City.

Mais de 23.000 jogadores profissionais em todo o mundo votaram na lista que contém cinco guarda-redes, 20 defesas, 15 médios e 15 avançados.

Pela primeira vez em 10 anos, os clubes ingleses são os mais representados (21), com o campeão europeu, Liverpool, a ser o clube da Premier League com mais jogadores na lista.

Na lista divulgada esta quinta-feira estão também presentes outros jogadores que passaram pelo futebol português como o guarda-redes, Ederson (ex-Benfica), Oblak (ex-Benfica) e o médio Casemiro (ex-Porto).

A lista de 55 jogadores inclui ainda Lionel Messi, os campeões europeus Salah, Firmino ou Sadio Mane, ou as promessas holandesas De Jong e De Ligt, bem como Virgil van Dijk, jogador do ano da UEFA, e candidato ao prémio ‘The Best’.

Uma distinção cujos três finalistas são o central holandês, juntamente com os habituais candidatos: Messi e Cristiano Ronaldo.

Na lista, o Brasil é o país que tem mais jogadores candidatos, com 10, enquanto o clube é o FC Barcelona, com 11.

Os onze mais votados serão divulgados na gala da FIFA de dia 23 de setembro, que se realizará em Milão.

Eis a lista completa:

Guarda-Redes
Alisson Becker (Brasil, Liverpool FC)
David De Gea (Espanha, Manchester United)
Ederson Moraes (Brasil, Manchester City)
Jan Oblak (Eslovénia, Atletico Madrid)
Marc-Andre ter Stegen (Alemanha, FC Barcelona)

Defesas
Jordi Alba (Espanha, FC Barcelona)
Trent Alexander-Arnold (Inglaterra, Liverpool FC)
Daniel Alves (Brasil, Paris Saint-Germain/Sao Paulo)
Joao Cancelo (Portugal, Juventus/Manchester City)
Daniel Carvajal (Espanha, Real Madrid)
Giorgio Chiellini (Itália, Juventus)
Virgil van Dijk (Holanda, Liverpool FC)
Diego Godin (Uruguai, Atletico/Internazionale)
Joshua Kimmich (Alemanha, Bayern Munich)
Kalidou Koulibaly (Senegal, SSC Napoli)
Aymeric Laporte (França, Manchester City)
Matthijs de Ligt (Holanda, Ajax/ Juventus)
Gerard Pique (Espanha, FC Barcelona)
Sergio Ramos (Espanha, Real Madrid)
Andrew Robertson (Escócia, Liverpool FC)
Alex Sandro (Brasil, Juventus)
Thiago Silva (Brasil, Paris Saint-Germain)
Raphael Varane (França, Real Madrid)
Marcelo Vieira (Brasil, Real Madrid)
Kyle Walker (Inglaterra, Manchester City)

Médios
Sergio Busquets (Espanha, FC Barcelona)
Casemiro (Brasil, Real Madrid)
Kevin De Bruyne (Bélgica, Manchester City)
Christian Eriksen (Dinamarca, Tottenham Hotspur)
Frenkie de Jong (Holanda, Ajax/FC Barcelona)
Eden Hazard (Bélgica, Chelsea/Real Madrid)
N’Golo Kante (França, Chelsea)
Toni Kroos (Alemanha, Real Madrid)
Arthur Melo (Brasil, FC Barcelona)
Luka Modric (Croácia, Real Madrid)
Paul Pogba (França, Manchester United)
Ivan Rakitic (Croácia, FC Barcelona)
Bernardo Silva (Portugal, Manchester City)
Dusan Tadic (Sérvia, Ajax)
Arturo Vidal (Chile, FC Barcelona)

Avançados
Sergio Aguero (Argentina, Manchester City)
Karim Benzema (França, Real Madrid)
Roberto Firmino (Brasil, Liverpool FC)
Antoine Griezmann (França, Atletico/FC Barcelona)
Harry Kane (Inglaterra, Tottenham Hotspur)
Robert Lewandowski (Polónia, Bayern Munich)
Sadio Mane (Senegal, Liverpool FC)
Kylian Mbappe (França, Paris Saint-Germain)
Lionel Messi (Argentina, FC Barcelona)
Neymar Junior (Brasil, Paris Saint-Germain)
Cristiano Ronaldo (Portugal, Juventus)
Mohammed Salah (Egito, Liverpool FC)
Heung-Min Son (Coreia do Sul, Tottenham Hotspur)
Raheem Sterling (Inglaterra, Manchester City)
Luis Suarez (Uruguai, FC Barcelona)

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)