Rádio Observador

Celebridades

Nicki Minaj diz que vai reformar-se da música para se dedicar à família

A rapper de 36 anos, nascida em Trindade e Tobago, anunciou a decisão numa curta mensagem publicada no Twitter, não se sabendo se é, efetivamente, algo definitivo ou apenas uma pausa temporária.

Nicki Minaj lançou o seu último álbum em agosto do ano passado

Getty Images

A rapper Nicki Minaj revelou esta quinta-feira que decidiu retirar-se da música para se dedicar à família. Numa curta mensagem publicada no Twitter, a artista nascida em Trindade e Tobago anunciou a decisão, pedindo aos fãs que a continuem a representar e deixando ainda um recado a quem não gosta do seu trabalho. “Decidi reformar-me e ter a minha família. Sei que estão felizes agora. Aos meus fãs, continuem a representar-me até à minha morte. Adoro-vos para a vida”, escreveu Minaj.

rapper de 36 anos, que ao longo da sua carreira foi nomeada para dez Grammys, teve sucessos como “Superbass”, “Starships” e “Anaconda” e mantém o recorde de mais entradas de uma artista feminina a solo na tabela Billboard Hot 100, com 93 aparições. “Uma rapper cintilante com um dom para sotaques cómicos e mudanças inesperadas de expressões. Ela é um exagero ambulante, exagerada no som, personalidade e aparência. E é uma pessoa que evolui rápido, descartando modas antigas tão facilmente como adota novas modas”, escrevia o The New York Times em 2012, quando Minaj começava a ter os holofotes apontados.

Em entrevista à Billboard, citada pelo The Guardian, Nicki Minaj explicava também que nunca se quis identificar como uma típica rapper de Nova Iorque, cidade onde foi criada. “Quando comecei a fazer rap, as pessoas estavam a tornar-me numa típica rapper de Nova Iorque. Sem desrespeito para os rappers nova-iorquinos, mas eu não quero que as pessoas me ouçam e saibam exatamente de onde sou”, atirou.  Apesar do sucesso, a carreira da cantora ficou também marcada por várias polémicas que envolveram ex-namorados e outros artistas.

Não se sabe, no entanto, se esta “reforma” de Nicki Minaj, que lançou o seu último álbum em agosto do ano passado, será mesmo permanente ou apenas uma pausa temporária. A artista está noiva de Kenneth Petty e até já começou a utilizar o sobrenome do produtor musical nas suas redes sociais.

As reações ao anúncio da rapper no Twitter, no entanto, têm sido bastante divididas: por um lado, os fãs da artista não esconderam a tristeza com esta notícia, mas há também quem não tenha resistido a fazer comparações com a rapper Cardi B, a sua grande rival, e a festejar a novidade. Há ainda quem não acredite que Minaj esteja mesmo a falar a sério quando fala numa reforma da música.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: cpeixoto@observador.pt
Relações

Cuidem dos seus relacionamentos /premium

Ruth Manus

Ao passar ao lado do outro, faça um carinho qualquer. Pegue na mão, toque no ombro, dê um beijo na testa. Mostre que a presença do outro faz diferença. Um cafuné de vez em quando.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)