Rádio Observador

Açores

Vinha do Pico distinguida com prémio internacional

622

A vinha da ilha do Pico ganhou um prémio internacional de "melhor desenvolvimento de paisagem cultural". As vinhas são cultivadas em pequenos currais de pedra, que protegem as uvas do vento e do sal.

Os European Garden Awards são atribuídos bienalmente pela European Garden Heritage Network (EHGN)

EDUARDO COSTA/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

A paisagem da cultura da vinha da ilha do Pico foi distinguida com o primeiro prémio na categoria de “Melhor Desenvolvimento de uma Paisagem Cultural de Relevância Europeia” dos European Garden Awards.

A paisagem, que é protegida desde 1996, e foi classificada como Património Mundial pela UNESCO em 2004, foi reconhecida, esta sexta-feira, pelos European Garden Awards como “Melhor Desenvolvimento de uma Paisagem Cultural de Relevância Europeia”, uma categoria que premeia intervenções que “promovam a salvaguarda dos valores naturais e culturais e a qualificação de paisagens culturais relevantes, contribuindo para a revitalização de território”, explica a nota do executivo açoriano.

A receber o prémio, esteve, na cerimónia realizada na Fundação Schloss Dick, em Dusseldorf, na Alemanha, o diretor do Parque Natural do Pico e do Gabinete Técnico da Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico, Manuel Paulino Costa.

O “excecional exemplo de adaptação das práticas agrícolas a um ambiente exigente”, através de “ações que protegem a geodiversidade, a biodiversidade e o património cultural e promovem uma arquitetura integrada”, motivaram a organização a distinguir a paisagem da vinha da ilha do Pico, que se estende por mais de 700 hectares.

As vinhas são cultivadas em pequenos currais de pedra, que protegem as uvas do vento e do sal, numa tradição que remonta ao século XV, tendo atingido um pico de produção no século XIX, antes de ser abandonada devido a doenças que afetaram as culturas e à desertificação da ilha.

Citado em nota de imprensa, o presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro, destaca a estratégia que permitiu, “preservando e salvaguardando o ambiente, mobilizar um dos principais ativos para ajudar ao desenvolvimento da nossa região”.

Os European Garden Awards são atribuídos bienalmente pela European Garden Heritage Network (EHGN), uma rede que conta com parceiros de 14 países, sendo a seleção feita por um júri internacional que avalia a implementação e gestão inovadoras em desenvolvimento urbano, sustentabilidade e qualidade de serviços aos visitantes.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Salazar

O lugar do morto /premium

Helena Matos
371

Em Santa Comba, a imagem da campa rasa de Salazar tem uma clara leitura política: morreu pobre o homem que esteve 40 anos no centro do poder em Portugal. 

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)