As imagens exclusivas foram partilhadas por um programa do canal francês Cnews, que permite um acesso aos bastidores da cimeira do G7 que decorreu em Biarritz no final do mês de agosto. Um dos momentos partilhados mostra uma conversa entre o presidente francês Emmanuel Macron, o presidente chileno Sebastián Piñera e a chanceler alemã Angela Merkel.

Nesse tête à tête, que acontece por volta dos 16 minutos de vídeo, escuta-se o desabafo de Macron sobre o seu homólogo brasileiro e o polémico comentário dirigido à sua mulher, algo que mereceu o apoio de quem o ouvia. De resto, o diálogo começa com Piñera, conhecido pelo seu apoio a Jair Bolsonaro, a classificar como “incrível” a intervenção do francês. Macron, por sua vez, admite: “Eu tinha que reagir, compreende? Quero ser construtivo e respeitar a sua soberania, mas não podia aceitar isso”, confessa Macron, enquanto Merkel, ao seu largo, larga um perentório “não!”, condenando o comportamento do presidente do Brasil.

© BERTRAND GUAY/AFP/Getty Images

Macron trouxe ainda à baile outro episódio sensível, que envolveu o seu Ministro dos Negócios Estrangeiros, Jean-Yves Le Diran, que viu o seu encontro com Bolsonaro cancelado quando visitou o Brasil. “Sabe que o meu ministro foi lá e ele cancelou o encontro em cima da hora porque tinha que ir cortar o cabelo?”, dirigiu-se Macron a Piñera. “E filmou-se a si mesmo. Desculpe mas não é uma atitude de presidente”, continuou.