Rádio Observador

País

Como simplificar os processos de RH na sua empresa

Encontrar o equilíbrio entre prazos, colaboradores e burocracias nem sempre é fácil, mas é possível. Temos uma sugestão simples que pode ajudá-lo.

Entre fevereiro de 2018 e fevereiro de 2019, o número de empresas criadas em Portugal aumentou 23,9%, havendo, portanto, mais 899 novas empresas em termos homólogos. São boas notícias para os portugueses em geral e para os empresários portugueses em particular. E o melhor? É que existe um software que pode ajudar a todos no que toca à gestão de recursos humanos.

Uma dor partilhada

Quando se inicia uma empresa, os recursos são, regra geral, mais contidos. São várias as histórias de, agora, médios ou grandes empregadores que no início do seu negócio se desdobravam em vários papéis: desde telefonistas a gestores de recursos humanos, fazendo, até, por vezes, entregas. Não é tarefa fácil montar uma empresa.

Férias: ClanHR ou Excel?

O Excel é uma das ferramentas mais utilizadas na gestão de recursos humanos. De facto, é bastante versátil, mas não em todos as áreas. É o que acontece com a gestão de férias: o Excel não foi concebido nem otimizado para desempenhar este papel. Ao invés do ClanHR, que foi desenvolvido também para este fim. Explicamos-lhe a diferença na gestão de férias entre as duas ferramentas:

  1. Pedido de férias: Ao contrário do Excel, basta aceder à plataforma ClanHR e aprovar ou rejeitar férias, sem ter de atualizar e salvar um novo documento de Excel;
  2. Emails: Enquanto no Excel tem de consultar os emails enviados por todos os colaboradores, com todos os pedidos (incluindo trocas), com o ClanHR recebe apenas uma notificação e informar do pedido feito;
  3. Atualização de ficheiro: Novo pedido ou alteração implica uma nova atualização no ficheiro Excel. Aborrecido, não é? No ClanHR, toda a informação é guardada online;
  4. Visualização: O Excel implica a construção de um mapa por si. O ClanHR apresenta as férias como preferir: calendário, cronograma ou lista;
  5. Histórico: Teve um problema com o computador e ficou sem todos os documentos, incluindo o Excel das férias? Com o ClanHR, o histórico dos pedidos e confirmações estão sempre disponíveis online;
  6. Segurança: É fácil, no Excel, apagar ou violar o ficheiro. É por isso que o ClanHR dispõe de permissões diferentes de acesso.

Exige uma dose valente de coragem e outra tanta de trabalho, sem olhar a horas gastas. A necessidade e conhecimento de que se precisa de mais colaboradores é uma constante, mas nem sempre os números o acompanham. Processar salários, marcas férias, apontar ausências… parecem funções simples, mas que acabam por tirar tempo para outros afazeres. Sobretudo se a ferramenta de auxílio for o velhinho excel. Se é um novo empreendedor (ou se não o for, mas se tiver problemas semelhantes na sua empresa), temos uma boa notícia para si: existe um software inovador que o pode ajudar com estas e outras tarefas organizacionais — o ClanHR.

Um software que ajuda a gerir

Nascido em 2016, o ClanHR é uma ferramenta que ajuda a gerir os Recursos Humanos de qualquer empresa. Além de facilitar a gestão de férias, folgas ou baixas dos colaboradores, prepara e assegura a informação para um processamento salarial sem erros nem atrasos, promovendo a organização como forma de maximizar a produtividade de todos os trabalhadores e, em particular, de quem gere os colaboradores das empresas. Como? Vamos por partes.

Centralização dos dados
Toda a informação pessoal ou profissional de cada colaborador passa a estar numa única plataforma, permitindo o acesso rápido e descomplicado a todos os dados em desktop, tablet ou mobile.

Plataforma participativa
Todos beneficiam deste software e todos fazem parte dele: cada colaborador pode atualizar os dados do seu perfil pessoal (como a morada ou o NIB), garantindo que todas as informações estão corretas.

Gestão de ausências
Os colaboradores pedem os seus dias de folgas ou férias através desta plataforma e o gestor da equipa recebe esse pedido, conseguindo perceber na hora se há sobreposição de datas com outros colegas da equipa, podendo aceitar ou recusar a sugestão de dias feita.

Relatórios sumários
Os gestores têm disponíveis relatórios e mapas com toda a informação de que precisam para preparar e assegurar o processamento salarial.

Curioso? Veja o vídeo abaixo e perceba as potencialidades deste software inovador.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Conteúdo produzido pelo Observador Lab. Para saber mais, clique aqui.
Partilhe
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: obslab@observador.pt
Segurança Social

A dívida implícita de Portugal

José Marques

Nos últimos 40 anos, período no qual se deu a maioria da acumulação desta dívida implícita, houve uma acumulação média, silenciosa, de dívida equivalente a mais de 10% do PIB por ano.

Trabalho

Ficção coletiva, diz Nadim /premium

Laurinda Alves

Começar reuniões a horas e aprender a dizer mais coisas em menos minutos é uma estratégia que permite inverter a tendência atual para ficarmos mais tempo do que é preciso no local de trabalho.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)