O Metropolitano de Lisboa anunciou esta terça-feira a abertura de três novos postos de atendimento Lisboa Viva Urgentes, de forma a responder à elevada procura dos passes Navegante com a reabertura do ano escolar.

Em comunicado, o Metropolitano de Lisboa avança que desde segunda-feira estão à disposição dos utentes postos nas estações de Entre Campos (Linha Amarela), São Sebastião II (Linha Vermelha) e Marquês de Pombal (Linhas Amarela e Azul).

Estes postos vão ter o mesmo horário de funcionamento do que os já existentes: das 07h45 às 19h45, não havendo limite ao número de pedidos no período da manhã. No entanto, os pedidos feitos a partir das 14h00 estão limitados a 200 cartões por estação, nas estações Campo Grande e Marquês de Pombal, e a 100 cartões por estação em Entre Campos e São Sebastião, por forma a garantir o efetivo cumprimento do prazo de entrega, que é de um dia útil.

Devido à habitual grande afluência nas estações Marquês de Pombal e Campo Grande, que acontece desde o início do mês de setembro, o Metro recomenda que os clientes se dirijam aos postos Lisboa Viva Urgentes nas estações de Entre Campos e de São Sebastião II.

Estes três postos temporários, que se vão manter até final de outubro, juntam-se aos três Espaços Navegante criados recentemente, para tratamento de assuntos relacionados com os novos passes, a funcionar entre as 07:45 e as 19:30 nas estações Jardim Zoológico (Linhas Azul e Verde), Entre Campos (Linha Amarela) e Alameda (Linhas Vermelha e Verde).

De acordo com o Metro, nos habituais 10 postos de venda em funcionamento mantém-se a possibilidade de efetuar a requisição dos cartões Lisboa Viva que não sejam urgentes.

Entre 17 e 25 de setembro, a cantina velha da Universidade de Lisboa vai ter disponível um posto para a realização no local dos cartões Lisboa Viva simplificando assim a vida aos estudantes.

Os utentes da Área Metropolitana de Lisboa (AML) começaram em 01 de abril a sentir alívio nos preços dos transportes públicos, no âmbito do Programa de Redução Tarifária, uma medida que visa reduzir o uso do transporte individual.

Foi criado um passe metropolitano, que permite viajar em todos os concelhos da AML, por um custo máximo de 40 euros, e um passe municipal para quem viaja apenas dentro de um concelho, que custa 30 euros.

Já o passe Navegante Família começou a ser vendido em 26 de julho para ser usado a partir de agosto, sendo que os utentes tiveram a oportunidade de o requerer a partir de 22 de julho, nos postos de atendimento dos operadores de serviço público de transporte de passageiros ou no portalviva.pt.

A modalidade do passe Navegante Família (municipal ou metropolitano) permite que três ou mais elementos do agregado familiar, com residência comprovada num dos 18 municípios da AML paguem, no máximo, o valor de dois passes metropolitanos (80 euros).

No caso de o passe ser Navegante Família municipal, o valor será de 60 euros.