Rádio Observador

Animais

Cientistas tentam salvar rinoceronte-branco do norte da extinção com embriões ‘in vitro’

104

Cientistas e conservadores da natureza criaram com sucesso dois embriões de rinoceronte-branco do norte, para a preservação desta subespécie africana quase em extinção.

Os embriões foram criados 'in vitro' a partir de 10 ovócitos extraídos de duas fêmeas

DAI KUROKAWA/EPA

Autor
  • Agência Lusa

Um consórcio internacional de cientistas e conservadores da natureza anunciou esta quarta-feira que criou com sucesso dois embriões de rinoceronte-branco do norte, uma esperança para a preservação desta subespécie africana quase em extinção.

Os embriões foram criados ‘in vitro’ a partir de 10 ovócitos (células germinativas) extraídos de duas fêmeas, os únicos exemplares de rinoceronte-branco do norte que existem no mundo, e de esperma retirado previamente (e depois congelado) dos últimos dois machos, um deles morreu em 2018.

Preservados em azoto líquido (criopreservação), os embriões hão de ser transplantados numa fêmea de rinoceronte-branco do sul, subespécie mais abundante mas que é perseguida por caçadores furtivos, que matam os animais por causa dos seus cornos.

A experiência reprodutiva foi feita num laboratório em Itália, onde os ovócitos, recolhidos em 22 de agosto das duas fêmeas, que vivem numa área protegida no Quénia, foram maturados e fertilizados.

Após a incubação, sete dos dez ovócitos maturaram e ficaram aptos para fertilização. Decorridos dez dias, apenas dois ovócitos de uma das fêmeas deram origem a embriões viáveis.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Alterações Climáticas

A lei do EROI /premium

Marco Robalo

Ouvimos muito falar na esperança em tecnologias, mas este debate foge da realidade e concentra-se em ideias de ficção científica, pois ninguém sabe como resolver as necessidades de consumo instaladas.

Universidade de Coimbra

Fraca carne

Henrique Pereira dos Santos

Substituir carne por peixe (ou por vegetais), sem saber de que sistemas de produção (e de que ciência) estamos a falar é completamente vazio do ponto de vista da sustentabilidade ambiental.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)