A secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna apelou esta quinta-feira aos membros das mesas de voto às legislativas de outubro que estejam disponíveis para trabalhar no domingo anterior, 29 de setembro, no voto antecipado em mobilidade.

Em declarações à agência Lusa, Isabel Oneto afirmou que existem câmaras, como a Porto, com receio de os cidadãos nomeados pelas candidaturas “não estejam disponíveis no domingo anterior às eleições a estarem nas mesas para o voto antecipado”.

A lei permite e já foi decidido antecipar uma semana a formação das mesas, segundo afirmou a governante.

As câmaras municipais são coresponsáveis pela organização e distribuição das mesas de voto pelos locais de votação em cada concelho.

A administração eleitoral, tutelada pelo Ministério da Administração Interna, é responsável pela organização das eleições e a Comissão Nacional de Eleições (CNE) é a entidade que fiscaliza e responsável pela legalidade do processo.

As legislativas para eleger os 230 deputados à Assembleia da República estão marcadas para 06 de outubro. Concorrem a esta eleição, a 16.ª em democracia, um número recorde de forças políticas – 20 partidos e uma coligação.