Macau arrecadou 76,5 mil milhões de patacas (8,6 mil milhões de euros) em receitas provenientes dos impostos diretos sobre o jogo nos primeiros oito meses do ano.

De acordo com os dados divulgados no portal da Direção dos Serviços de Finanças de Macau, este resultado representa um aumento de cerca de 1.5% em relação ao período homólogo.

Em relação às receitas totais, a Administração de Macau obteve, até ao final de agosto, 87,7 mil milhões de patacas (9,9 mil milhões de euros).

Os impostos diretos sobre o jogo – 35% sobre as receitas brutas dos casinos – representaram, nos primeiros oito meses do ano, cerca 87,2% das receitas totais da Administração de Macau.

Já na rubrica da despesa verificou-se um aumento de 1,1 mil milhões de patacas (123 milhões de euros) em relação ao mesmo período de 2018, sendo agora de 49,6 mil milhões de patacas (5,6 mil milhões de euros).

As contas públicas tiveram, até agosto, um saldo positivo de 38,1 mil milhões de patacas (4,2 milhões de euros), em comparação com os 38,3 mil milhões de patacas (4,3 mil milhões de euros) alcançados no ano anterior.

Em 2018, Macau arrecadou 106,7 mil milhões de patacas (11,6 mil milhões de euros) em impostos diretos sobre o jogo, um aumento de 13,6% face ao valor obtido no ano anterior.

Segundo a Direção dos Serviços de Finanças do território, este valor representou 79,6% da totalidade das receitas públicas de Macau.