O seguro escolar passa a abranger as deslocações dos alunos em bicicleta entre a casa e a escola a partir deste ano letivo, confirmou esta sexta-feira o ministro da Educação, na Lourinhã.

A partir desta semana, estão consagradas as deslocações casa-escola e escola-casa em bicicleta no seguro escolar, que era uma reivindicação do setor, de muitos agrupamentos de escolas, da Federação Portuguesa de Ciclismo e da Federação Portuguesa de Cicloturismo e de organizações ambientalistas”, afirmou Tiago Brandão Rodrigues aos jornalistas.

“Os alunos podem agora deslocar-se em bicicleta com outra segurança, uma vez que agora estão segurados pelo seguro escolar”, sublinhou o governante à margem da visita a uma escola de segundo e terceiro ciclo no concelho da Lourinhã, no distrito de Lisboa.

Com a medida, o Ministério da Educação espera incentivar mais jovens a andar de bicicleta e a utilizar este meio de transporte para de deslocarem para a escola.

Na segunda-feira, foi publicada em Diário da República a alteração ao Regulamento do Seguro Escolar para abranger as deslocações dos alunos entre a casa e a escola em bicicleta.

Com a medida, a tutela pretende promover uma mobilidade ativa, a saúde e a prática desportiva e contribuir para a melhoria da qualidade do ar e para a redução da poluição sonora, com a diminuição da utilização de transportes motorizados.