Aconteceu mesmo. E quatro dias mais cedo do que estava mundialmente combinado. Dois youtubers foram detidos na última terça-feira por tentarem invadir a Área 51, uma base militar secreta dos Estados Unidos, como resposta a um inventado criado por um humorista nas redes sociais. Ties Granzier e Govert Sweep, dois holandeses de 20 e 21 anos, foram encontrados dentro da base, a quase cinco quilómetros do portão de entrada. Foram libertados no dia seguinte após terem pago 500 dólares de fiança.

Foreign nationals arrest for trespass at test site

Two foreign nationals were arrested for trespass at Nevada National Security Site

Posted by Nye County Sheriff's Office on Wednesday, September 11, 2019

Os dois jovens são produtores de conteúdos famosos na Holanda e reúnem milhares de seguidores no YouTube. Estavam dentro de um veículo quando foram abordados pela polícia. Questionados sobre se tinham visto a placa que indica a proibição de entrar naquele território — uma placa que está afixada no portão da base militar —, os rapazes responderam que “sim”, mas que “queriam ver o que havia nas instalações”. Foi então que a polícia os levou para uma cela onde ficaram durante uma noite.

Dentro do carro, as autoridades encontraram câmaras de filmar e fotográficas, um telemóvel, um computador portátil e um drone. As investigações aos materiais revelaram que os dois youtubers já tinham recolhido vídeos e fotografias captados no interior da base militar. Todos esses conteúdos foram apagados.

Ties Granzier e Govert Sweep são duas das milhões de pessoas que aceitaram o convite para “Storm Area 51, They Can’t Stop All of Us” — em português, “Invadir a Área 51, Eles Não Nos Podem Parar a Todos” —, um plano criado por três páginas de Facebook habituadas a criar eventos jocosos para entreter os internautas. Desta vez, o evento deu a volta ao mundo. A ideia é marcar presença no Centro Alienígena da Área 51 para “coordenar a entrada”, a 20 de setembro. Depois, “correr à Naruto” — sim, o desenho animado japonês — para “escapar às balas”. E, a seguir, saber de uma vez por todas o que é que os governantes escondem na Área 51.

O castigo aplicado aos dois holandeses é o mais leve que pode ser dado aos invasores de uma base militar norte-americana. Quem se atrever a aproximar-se da Área 51 pode ser condenado a seis meses de prisão efetiva. Ou pior. É que a zona em questão, cujo perímetro está delineado por postes cor de laranja, é conhecida por estar vigiada não só por sistemas de segurança de alta tecnologia, com sensores de movimento e câmaras de alta-definição, mas também guardas armados e camuflados.

Estes guardas, segundo o blog Foxtrot Alpha, estão abrangidos pelo Internal Security Act, uma lei federal de 1950, que os autoriza a disparar para matar sobre qualquer pessoa que se recuse a cumprir as suas ordens. A utilização de “força letal” está justificada para qualquer tipo de desobediência, por mais pequena que seja. Ou seja, pagar uma multa ou mesmo ir preso é provavelmente o melhor que pode acontecer.