Os três suspeitos de terem roubado e danificado várias bicicletas partilhadas da rede Gira em Lisboa, entre junho e agosto, foram condenados a pena efetiva e pena suspensa pelo Tribunal de Primeira Instância de Lisboa, anunciou esta terça-feira a EMEL.

Um dos suspeitos já tinha cadastro e foi condenado a pena efetiva de prisão de dois anos, revelou ao Observador fonte oficial da EMEL. O outro suspeito recebeu pena suspensa de um ano, enquanto o terceiro não foi julgado porque é menor.

Os três tinham sido detidos “há pouco mais de uma semana” por furto e danos nas bicicletas.

“Este é o resultado de um trabalho conjunto entre a EMEL e a PSP, que pretende acabar com atos de vandalismo, que causam danos consideráveis no património da cidade de Lisboa”, adianta a EMEL em comunicado oficial.