A companhia aérea British Airways (BA) anunciou esta sexta-feira que pode assegurar “cerca de metade” dos seus voos de 27 de setembro, depois de ter sido desconvocada a greve dos pilotos prevista para esse dia.

Antes da greve ser desconvocada, a BA tinha decidido cancelar todos os voos desse dia e contactar os passageiros afetados para lhes propor o reembolso ou nova reserva.

Na quarta-feira, o sindicato Balpa surpreendeu ao cancelar a greve, num gesto de boa vontade para tentar retomar o diálogo com a administração e resolver o atual conflito salarial.

A British Airways está a fazer o possível para reprogramar os voos de 27 de setembro, mas não está em condições de operar normalmente, afirmou a transportadora numa declaração enviada à AFP.

A companhia aérea não indicou se as negociações recomeçaram depois do cancelamento da greve. O sindicato Balpa avisou que se a British Airways recusasse novas negociações, poderia anunciar novas paralisações.

Os pilotos da BA já fizeram dois dias de greve, pela primeira vez, nos dias 9 e 10 de setembro, o que obrigou a companhia a cancelar quase todos os voos previstos, afetando 200.000 passageiros, principalmente nos aeroportos londrinos de Heathrow e Gatwick.