O líder do CDS-PP/Açores, Artur Lima, apelou este sábado aos membros da Juventude Popular (JP) açoriana para que não embarquem em modas, lembrando que o partido já fala em alterações climáticas desde 2013.

“Não se deixem embarcar em modas. Não vão em certas modas, porque é bonito andar na moda. Sejam uma juventude ativa e participativa. E não recebemos lições de ninguém em nenhuma matéria, muito menos sobre — agora que está na moda — as alterações climáticas”, afirmou.

Artur Lima falava, em Angra do Heroísmo, na ilha Terceira, na abertura da Universidade de Verão da Juventude Popular dos Açores, que conta com a participação de 40 jovens de várias ilhas.

O líder regional centrista pediu aos jovens para se manterem “fiéis” aos valores do partido.

“Toda a gente vem falar agora [nas alterações climáticas], já falamos há anos. Em 2013, o professor Félix Rodrigues, apresentou um projeto de resolução na Assembleia Legislativa Regional, agora está na moda, aparecem os partidos novos, que descobriram a pólvora”, frisou.

Artur Lima desafiou também os jovens centristas a lutarem pelos seus direitos, alegando que estavam na JP não por terem cargos partidários, mas por “mérito”.

“Devem lutar pelo vosso direito ao trabalho, pelo vosso direito a terem uma remuneração digna, pelo vosso direito de não precisarem de ninguém a não ser do vosso esforço e do vosso mérito, pelo vosso direito de dignificarem e engrandecerem a nossa sociedade e lutarem pelas vossas ilhas”, salientou.

Pedro Cota, presidente da Concelhia da Juventude Popular de Angra do Heroísmo, destacou, por sua vez, a importância da formação política.

“Enquanto jovens pertencentes a uma juventude partidária, devemos ter o objetivo de estimular a participação de jovens na política e ajudá-los a qualificar o seu voto, abrindo um caminho para um voto consciente”, frisou.

A quarta edição da Universidade de Verão da Juventude Popular dos Açores, que decorre durante este sábado no Museu de Angra do Heroísmo, conta com a participação do antigo dirigente e deputado regional Paulo Gusmão, do vice-presidente regional do partido Félix Rodrigues, do ex-líder da JP e atual deputado regional Alonso Miguel, e do cabeça de lista pelos Açores às eleições legislativas de outubro, Rui Martins.