Quando foi contratado pelo Sacramento Republic e se mudou para a Califórnia, em julho deste ano, o polaco Dariusz Formella já sabia que o pai estava doente, com cancro.

Recebeu o telefonema que temia no passado domingo, apenas três horas antes do apito inicial do jogo contra o Rio Grande Valley, a contar para o USL Championship, a liga americana de futebol.

Em vez de explicar ao treinador que o pai tinha morrido e de pedir dispensa, Darek, como é conhecido, decidiu equipar-se e entrar em campo. Só se permitiu a chorar ao fim de 81 minutos de jogo, quando marcou o golo que desempatou a partida e deu a vitória ao Sacramento Republic.

O vídeo do momento, entretanto partilhado no Twitter do clube, está a correr — e a comover — o mundo.

“Tentei não mostrar a ninguém que tinha acontecido alguma coisa de errado, manter o foco no jogo e fazer o meu trabalho o melhor que conseguisse, mas depois de ter marcado não consegui conter a emoção e comecei a chorar”, confidenciou Darek, também via Twitter.

O jogador, de apenas 23 anos, natural de Gdynia, na Polónia, viajou entretanto para junto da família e avisou naquela rede social que ia falhar o próximo jogo do clube.

O Sacramento Republic agradeceu-lhe publicamente: “Darek, obrigada por nos recordares quão bonito este jogo é realmente.”