Se a Opel tem um novo Corsa e a Renault já está a comercializar o novo Clio, tradicionalmente o líder de vendas em Portugal e na Europa, a Peugeot não quer ficar atrás e surge com o também novo 208. O utilitário francês, que já aqui lhe demos a conhecer em pormenor, acaba de iniciar a sua carreira comercial em Portugal, com a possibilidade de colocar encomendas e a divulgação dos preços de todas as motorizações, excluindo a variante puramente eléctrica – os preços do e-208 só deverão ser revelados lá mais para o final do ano, embora a marca também já aceite reservas.

Nesta fase de lançamento, o 208 apresenta-se com três motores a gasolina e um diesel, conjugáveis com quatro níveis de equipamento, nomeadamente Like, Active, Allure e GT Line – o primeiro corresponde à versão de entrada, o segundo à versão intermédia, sendo os dois últimos os mais equipados, com o Allure a satisfazer mais os clientes em busca de requinte, enquanto o GT Line visa os adeptos de um espírito mais desportivo.

Like Active Allure GT Line
1.2 PureTech 75 STT CVM5 16.700€ 17.600€
1.2 PureTech 100 STT CVM6 18.750€ 20.800€ 22.750€
1.2 PureTech 100 STT EAT8 22.400€ 24.350€
1.2 PureTech 130 STT EAT8 23.750€ 25.700€
1.5 BlueHDi 100 STT CVM6 21.650€ 22.650€ 24.600€ 26.550€

A gasolina, os preços iniciam-se nos 16.700€ do 1.2 PureTech de 75 cv, acoplado a uma caixa manual de cinco relações, enquanto o 1.5 BlueHD1 de 100 cv, com transmissão automática de seis velocidades, é comercializado por valores a partir de 21.650€ (Like) e que chegam aos 26.550€ na linha GT Line. Serão estas motorizações as protagonistas da entrega das primeiras unidades, prevista para Novembro, sendo que só o e-208 só deverá começar a chegar aos clientes no início de 2020.

Antes disso, certamente, serão comunicados os preços da variante eléctrica, se bem que já seja possível estimar valores na ordem dos 30.000€, pois o Opel Corsa-e, que recorre à mesma plataforma e motorização do Peugeot, está à venda por 29.990€. E, tal como o mano germânico, o e-208, estará disponível com um nível de equipamento específico, denominado GT. Recorde-se que a versão a bateria do utilitário francês monta um motor de 100 kW (136 cv), alimentado por uma bateria de 50 kWh de capacidade, anunciando uma autonomia de 340 km em WLTP.