A jovem ativista Greta Thunberg venceu esta quarta-feira o Right Livelihood Award de 2019, conhecido como “Prémio Nobel Alternativo” da Suécia, juntamente com uma advogada chinesa, uma ativista africana e um líder indígena. A adolescente sueca de 16 anos é distinguida por “inspirar e amplificar as exigências políticas para ações climáticas urgentes”, refere um comunicado da organização.

Greta Thunberg é a voz poderosa de uma jovem geração que vai ter de carregar as consequências das atuais falhas políticas para travar as alterações climáticas. A sua decisão de não tolerar um desastre climático inspirou milhões de pessoas como ela para falar e exigir ações climáticas imediatas”, continua a organização.

O anúncio dos vencedores do galardão, que celebra este ano o 40º aniversário, surgiu na manhã desta quarta-feira numa conferência de imprensa no Ministério dos Negócios Estrangeiros, em Estocolmo, na Suécia. E Greta já respondeu, agradecendo a distinção e afirmando que a partilha com todos aqueles que se juntaram ao seu movimento. “Estou muito agradecida por ser uma das pessoas que recebe esta grande honra. Mas, claro, sempre que recebo um prémio, não sou eu a vencedora. Sou parte de um movimento de alunos, jovens e adultos de todas as idades que decidiram agir em defesa do nosso planeta. Partilho esta distinção com eles”. 

Para além de Greta, foram também premiados a advogada chinesa Guo Jianmei, a ativista africana de direitos humanos Aminatu Haidar e ainda o porta-voz do povo Yanomami, Davi Kopenawa, que recebe o galardão em conjunto com a Associação Hutukara Yanomami, do Brasil.

Com o Prémio Right Livelihood 2019, distinguimos quatro visionários cuja liderança deu poder a milhões de pessoas para defenderem os seus direitos inalienáveis e para alcançarem um futuro habitável no planeta Terra”, disse ainda Ole von Uexkull, diretor executivo da fundação.

Os quatro vencedores do Nobel Alternativo recebem um prémio no valor de um milhão de coroas suecas (cerca de 94 mil euros). O dinheiro será utilizado para investir na área em que cada um dos vencedores atua.

A cerimónia de entrega dos galardões está marcada para o dia 4 de dezembro e vai realizar-se em Estocolmo.