Tim Bernardes, a sua banda O Terno e Portugal estão numa relação séria. Depois de ter atuado este verão no festival NOS Primavera Sound, no Porto, o grupo — que tem como cantor e letrista o cançonetista brasileiro que este mês fez uma digressão de cinco concertos a solo em Portugal — vai voltar ao país para atuar no Festival Para Gente Sentada, em Braga.

Trio formado há uma década, em 2009, O Terno conta com Tim Bernardes, Guilherme d’Almeida e Biel Basile como membros. Este ano, o grupo editou o seu quarto álbum de estúdio, atrás/além, que reforçou o estatuto da banda enquanto protagonista principal do novo pop-rock brasileiro, surgido nesta década.

Considerado inclusivamente pelo Observador “a obra-prima desta geração de bandas brasileiras” e um dos melhores álbuns editados no mundo no primeiro semestre deste ano, atrás/além motiva nova vinda do grupo a Portugal, depois de um concerto curto, de cerca de 45 minutos, do qual Tim Bernardes anteviu continuação: “Esperamos voltar logo, com um show completo, no início do ano que vem”, disse então.

O regresso acontece mais cedo do que o previsto, dado que o Festival para Gente Sentada decorre já entre 15 e 16 de novembro, nas salas Theatro Circo (de maior dimensão) e gnration e no centro da cidade bracarense. A banda brasileira vai atuar no segundo e último dia do festival, 16. No arranque, estará o guitarrista e cantor norte-americano de pop-rock psicadélica Jonathan Wilson.

Os bilhetes para a próxima edição do festival, que será já a 16ª, custam entre 25 euros (bilhete diário) e 40 euros (passe para os dois dias). As primeiras dez edições do Festival Para Gente Sentada aconteceram em Santa Maria da Feira.