Os líderes de três comissões da Câmara dos Representantes notificaram o Secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, esta sexta-feira, para entregar documentos relacionados com o caso da alegada pressão de Donald Trump ao presidente da Ucrânia, Volodymr Zelensky, avança o The New York Times.

As comissões estão a investigar até que ponto o presidente Donald Trump prejudicou a segurança nacional ao pressionar a Ucrânia a interferir com as nossas eleições de 2020″, lê-se na notificação assinada pelos três líderes.

O objetivo deste pedido é perceber se existem documentos ou qualquer comunicação relacionada com o telefonema entre Trump e o presidente ucraniano — divulgado pela Casa Branca na quarta-feira. Na chamada, o presidente dos Estados Unidos pede a Zelensky que investigue o antigo vice-presidente do país e possível rival às próximas eleições, Joe Biden, e o seu filho, por suspeitas de corrupção.

Além da documentação, os líderes das três comissões pediram ainda que o Secretário de Estado indique cinco funcionários do Departamento de Estado para prestarem depoimento nas próximas duas semanas.

Uma recusa em entregar a documentação pedida será considerada “obstrução do inquérito da Câmara dos Representantes“, lê-se na notificação enviada a Mike Pompeo e assinada por Eliot L. Engel presidente da Comissão de Negócios Estrangeiros, Adam B. Schiff, da Comissão de Inteligência e por Elijah E. Cummings, presidente da Comissão de Supervisão e Reforma.

É o primeiro grande passo dado no processo de impeachment depois de, na terça-feira, a líder dos democratas na Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, ter acusado o presidente norte-americano de desrespeitar a Constituição e de tentar encobrir o caso. Em causa estão as alegadas pressões que Donald Trump e o seu advogado terão exercido sobre o Presidente da Ucrânia para investigar Joe Biden e o seu filho.

Também esta sexta-feira, os democratas na câmara baixa do Congresso chumbaram uma moção dos republicanos, que desaprovava a abertura formal do processo de destituição do Presidente norte-americano.