A juíza de instrução do Tribunal da Comarca da Madeira determinou, esta sexta-feira, a prisão preventiva para o homem suspeito de ter matado o irmão com uma faca, na quinta-feira à tarde no Funchal.

Segundo uma nota do Tribunal, o interrogatório teve inicio às 15h50 e terminou às 18h15 horas, tendo o suspeito, com 61 anos, natural e residente no Funchal e indiciado pela prática de um crime de homicídio, ficado sujeito à medida de coação de prisão preventiva.

O alegado homicida é suspeito de ter assassinado o irmão, de 48 anos, com uma faca na habitação onde residia com sua mãe, de 85 anos, e a vítima, na Rua Nova Pedro José Ornelas, na freguesia de Santa Luzia, no Funchal.

Entretanto, a Polícia Judiciária emitiu esta sexta-feira um comunicado dando conta da detenção na quinta-feira de um homem, “fora de flagrante delito, fortemente indiciado pela prática de um crime de homicídio qualificado, sendo vítima um seu irmão, de 48 anos”.

“O suspeito, após a prática do crime, refugiou-se na residência que partilhava com a vítima e a sua mãe, sendo ali localizado e intercetado pela PSP do Funchal, que comunicou de imediato tal ocorrência à Polícia Judiciária, face à natureza do crime em causa”, acrescenta.

O crime ocorreu no início da tarde de quinta-feira, “tendo a vítima sido agredida com uma faca e atingida mortalmente na zona do tórax, no contexto de um conflito entre a vítima e o autor do crime”.