Um avião das Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) saiu de pista ao aterrar esta segunda-feira no Aeroporto Internacional de Maputo, sem registo de feridos entre os 26 passageiros e quatro tripulantes, disse à Lusa o diretor-geral da companhia, João Pó Jorge.

O Embraer 145 da subsidiária MEX — Moçambique Expresso fazia um voo doméstico oriundo de Nacala, Norte do país, com paragem na cidade da Beira e há indicações de que o despiste terá sido causado por ventos cruzados no momento da aterragem, pelas 16h50 (menos uma hora em Lisboa), referiu.

A aeronave saiu para os terrenos que circundam a pista, acabando por ficar imobilizada numa área de arbustos para onde se dirigiram autotanques e ambulâncias do aeroporto.

No entanto, dados preliminares apontam para danos ligeiros na aeronave, acrescentou. “Não há feridos, os passageiros e tripulação desembarcaram em segurança e foram transportados de autocarro” para as instalações do aeroporto, acrescentou João Pó Jorge.

As operações aeroportuárias decorrem com normalidade no Aeroporto Internacional de Maputo, sublinhou. Várias zonas de Moçambique estão sob aviso de ventos fortes desde o início da tarde desta segunda-feira.