Terá sido com a avença mensal que recebia do Grupo de Espírito Santos (GES) que Manuel Pinho comprou o apartamento de luxo em Nova Iorque, nos Estados Unidos, quando foi ministro da Economia de José Sócrates, avança esta segunda-feira o Correio da Manhã. Durante esse período, entre março de 2005 e julho de 2009, terá recebido cerca de 15 mil euros por mês — que terão sido transferidos pela Espírito Santo Enterprises, empresa suspeita de ser um saco azul do GES — no total de 1,265 milhões de euros.

“O arguido Manuel Pinho reside em Nova Iorque, num apartamento em nome da sociedade offshore por si controlada Blackwade Holding Limited, adquirido por cerca de um milhão de euros provenientes da sua avença mensal do GES/BES”, então liderados por Ricardo Salgado, refere o despacho dos procuradores Casimiro Nunes e Hugo Neto, citado pelo jornal e apresentado a 10 de setembro ao ex-ministro.

Manuel Pinho vive num apartamento de luxo no Edifício Platinum, perto da Broadway, em Nova Iorque, como o Observador já tinha avançado em março do ano passado. A casa terá sido adquirida pela Blackwade, proprietária do imóvel que pertence ao ex-ministro da Economia, com sede nas Ilhas Virgens Britânicas, por mais de 1,24 milhões de dólares (cerca de 1 milhão de euros) em junho de 2010.

O dinheiro que usou para comprar a casa em Nova Iorque terá sido transferido através de duas offshores. Os cerca de 15 mil euros mensais terão sido pagos pela Espírito Santo Enterprises às offshore Mesete II e Tartaruga Foundation, ambas controladas pelo ex-ministro, para a Blackwade.