Mais de três mil pessoas foram detidas, 724 das quais por condução sob influência do álcool, entre 15 de junho e 30 de setembro, no âmbito da operação “Polícia Sempre Presente – Verão Seguro 2019”, segundo a PSP.

Em comunicado, a polícia adianta que foram efetuadas 5.380 operações policiais em 108 dias (uma média de 49 ações e operações diárias) no continente e nas regiões autónomas dos Açores e Madeira.

Entre 15 de junho e 30 de setembro, a PSP deteve 3.048 pessoas (em média 28 pessoas por dia), das quais 724 por condução sob influência do álcool, 506 por condução sem habilitação legal, 426 por tráfico de droga, 208 por furtos e 34 por roubos. A PSP adianta também que 605 pessoas foram detidas por cumprimento de mandados.

Durante as operações, foram apreendidas 211 armas de fogo, em média, quase duas armas de fogo por dia. Foram também apreendidas outras 275 armas (97 armas brancas e 175 armas de outros tipos) e 139.950 doses de droga (em média 1.295 doses de droga por dia).

“Os principais tipos e quantidades de estupefacientes apreendidos foram: 88.423 doses de haxixe, 32.535 doses de heroína, 8.764 doses de cocaína, 2.364 comprimidos de ecstasy e 7.863 doses de outros tipos de drogas”, é referido na nota.

Naquele período foram também fiscalizadas mais de 205 mil viaturas (205.804), tendo sido levantados 46.378 autos por infrações rodoviárias: uma média de 429 infrações diárias.

Foram ainda detetados 14.266 condutores em excesso de velocidade: 2.400 com infrações leves, 10.286 com infrações graves e 1.580 com infrações muito graves.

A PSP registou 1.699 infrações por utilização do telemóvel durante a condução: mais de 500 infrações por mês.

A Operação “Verão Seguro 2019” visou reforçar o policiamento nas zonas balneares, transportes públicos e locais turísticos.