A subida dos preços das casas usadas está a abrandar em Portugal, com um crescimento de 2,5% no terceiro trimestre, indica o índice do portal Idealista. Nos dois primeiros trimestres de 2019 registaram-se “aumentos em cadeia de 3,3% e 4,5%, respetivamente”, nota o portal. Já em termos homólogos (comparando com o período julho-setembro do ano passado) os preços subiram 15%.

O preço médio da habitação usada em Portugal está agora nos 1.981 euros por cada metro quadrado. Esta subida dos preços médios (face aos 1.932 registados no trimestre terminado em junho) registou-se em todo o território nacional, com a exceção do Alentejo, onde caiu 1%. Na Região Autónoma dos Açores, os preços crescerem 4,1%, na região Norte 2,7% e na Área Metropolitana de Lisboa também 2,7%.

A Área Metropolitana de Lisboa com 2.883 euros/m2 continua a ser a região mais cara, seguida pelo Algarve onde custa 2.183 euros/m2, Norte (1.613 euros/m2) e Região Autónoma da Madeira (1.567 euros/m2). Do lado oposto da tabela, encontra-se a Região Autónoma dos Açores (869 euros/m2), o Centro (1.031 euros/m2) e Alentejo (1.031 euros/m2), como as regiões mais baratas.

Entre os 24 distritos analisados pelo Idealista, os preços subiram em 21. Os maiores aumentos registaram-se em São Miguel (6,6%), Portalegre (4,7%), Vila Real (4,4%), Setúbal (4,3%), Bragança (4%) e Beja (4%). Em Coimbra subiram 3,3%. “Por outro lado, desceram na Terceira (Ilha) (-3,9%), Viseu (-1,5%) e Leiria (-1,3%)”.

Lisboa continua a liderar o ranking dos preços mais altos quer a análise seja feita por distrito, por área metropolitana ou por cidade. No ranking dos distritos, Lisboa lidera com um preço médio por metro quadrado de 3.223 euros, seguida de Faro (2.183 euros) e Porto (1.869 euros). Os preços mais económicos encontram-se na Guarda (645 euros por metro quadrado), Castelo Branco (689 euros), Bragança (729 euros) e Faial (Ilha) onde custa 743 euros.

Alargando a análise à Área Metropolitana de Lisboa, a região da capital continua a ser a mais cara do país. Comprar uma casa usada aqui custa-lhe, em média, 2.883 euros por cada metro quadrado. Isto na AML, porque se quiser comprar mesmo na capital, o preço dispara para 4.571 euros, em média, por cada metro quadrado. Isso significa que um apartamento com 120 metros quadrados na cidade de Lisboa custa atualmente, em média, quase 550 mil euros.

Por cidades, a seguir a Lisboa segue-se o Porto (2.750 euros por metro quadrado) e Faro (1.857 euros). “As cidades mais económicas são Guarda (685 euros por m2), Castelo Branco (692 euros por m2) e Bragança (771 euros por m2).

Na região da Guarda, aliás, os preços registaram a maior queda no trimestre (10,1%). Em Vila Real as casas ficaram 8,2% mais baratas. Nos últimos três meses, os preços aumentaram em 18 capitais de distrito, com Ponta Delgada  (9,1%) a liderar a lista. Seguem-se Aveiro (4,9%), Setúbal (4,5%) e Bragança (4,4%). Já em Lisboa e no Porto a subida foi de 1,2% para ambas as cidades.