A Tesla revelou os dados referentes à sua actividade comercial e industrial no 3º trimestre do ano, período em que entregou 97.000 novos modelos, no que constitui um novo recorde no volume de vendas. O anterior recorde foi alcançado no 2º trimestre de 2019, com 95.200 unidades.

Embora o fabricante ambicionasse ultrapassar a barreira das 100.000 unidades entre Julho e Setembro, os 97.000 veículos vendidos a clientes provam o bom momento da marca norte-americana, com os 97.000 veículos a corresponder à entrega de 79.600 Model 3 e 17.400 Model S e Model X. A Tesla salienta que o facto de ainda contar exclusivamente com uma única fábrica nos EUA, de onde exporta veículos para locais tão longínquos como a Europa e a China, faz com que estejam em trânsito vários milhares de veículos, a navegar rumo aos seus futuros proprietários.

Se as vendas cresceram, a produção também. A Tesla fabricou 96.155 viaturas, das quais 79.837 foram Model 3 e 16.318 Model S e X, num aumento substancial face aos 87.048 veículos do trimestre anterior.

O arranque da produção na Gigafactory 3, localizada na China, de onde vão sair Model 3 (para já) e em 2020 igualmente Model Y, vai permitir ao construtor de veículos eléctricos um considerável incremento nos números da produção, bem como das vendas, sendo que os Tesla chineses se destinam exclusivamente aos mercados asiáticos, tanto mais que utilizam células da bateria distintas das utilizadas na fábrica americana de Fremont, de onde saem de momento os veículos da marca para todo o mundo, Portugal incluído.