Portugal tem o quinto passaporte “mais poderoso do mundo”, segundo a CNN, que cita uma lista recentemente divulgada pela Henley & Partners, que periodicamente mede o acesso aos países que cada passaporte concede.

A entrar no último trimestre do ano, Japão e Singapura mantêm a primeira posição no ranking, uma vez que os respetivos passaportes dão acesso a 190 países.

A Coreia do Sul está a par e passo com a Finlândia e a Alemanha, que ocupam um segundo lugar, já que os cidadãos destes três Estados têm acesso a 188 países sem necessidade de visto antecipado.

Dinamarca, Itália e Luxemburgo estão na terceira posição, cujos passaportes garantem entrada, sem necessidade de visto, a 187 países. França, Espanha e Suécia seguem atrás, com 186 países, e logo depois vem Portugal, no quinto lugar, na companhia da Áustria e da Holanda que dão acesso a 185 países.

Há cinco anos, os Estados Unidos e o Reino Unido estavam no topo do ranking, mas caíram agora para a sexta posição, o lugar mais baixo ocupado desde 2010. A maior subida é mesmo a dos Emirados Árabes Unidos, na 15.ª posição.

Já entre os piores passaportes estão Somália e Paquistão, cujos documentos apenas dão acesso a 37 países, Síria (29), Iraque (27) e Afeganistão (25) — estão nas posições 105.º, 106.º e 107.º, respetivamente.