Às 18 horas do próximo 24 de Outubro, 17h00 em Portugal, a Volkswagen vai revelar a próxima geração do Golf, de longe o seu modelo mais popular e o mais vendido na Europa. A cerimónia, difundida para todo o mundo, vai mostrar pela primeira vez o veículo que esteve inicialmente previsto para ser revelado no Salão de Frankfurt, mas que acabaria por ver a estreia atrasada cerca de um mês para não roubar o estrelato ao ID.3, o primeiro eléctrico de nova geração da casa alemã.

Com umas linhas que respeitam a tradição das gerações anteriores – é sempre complicado introduzir profundas mudanças num modelo líder em vendas –, o novo Golf mantém a carroçaria de dois volumes, tipo hatchback, com um generoso pilar traseiro. A frente é mais afilada e aerodinâmica, cortesia de novos faróis com tecnologia LED, sendo ainda este o modelo da marca alemã que vai estrear o novo logótipo da casa, mais fino e mais simples.

Já se sabe que a 8ª geração do Golf não vai incluir versões como o e-Golf ou o Golf Sportsvan, bem como se adivinham mais versões electrificadas, entre híbridos e híbridos plug-in. Com isto os alemães esperam reduzir as emissões médias da gama, contribuindo para aproximar a média do construtor dos 95 g de CO2 por km, uma imposição da União Europeia para 2020.

O Golf 8 vai utilizar uma versão mais sofisticada da plataforma anterior, denominada MQB Evo, a mesma que a Seat já está a testar para o seu próximo Leon, a Audi para o A3 e a Skoda para o Octavia.