Este é o último dia de sondagens antes das eleições de domingo, 6 de outubro. Na última pesquisa diária da Pitagórica para a TSF/JN e TVI, o PS mantém-se em primeiro lugar desde o início da época, a 21 de setembro, quando apresentou mais de 40% das intenções de voto. A queda existe e a maioria absoluta parece muito mais longe, mas o partido do primeiro-ministro, António Costa, vai confortavelmente à frente, com 37,2% das intenções de voto, menos 0,1 ponto percentual do que a sondagem desta quinta-feira.

A maior queda, entretanto, fica por conta do PSD. O partido de Rui Rio cai um ponto percentual completo, atingindo os 27,8% das intenções de voto. Na quinta-feira estava nos 28,8%. Este resultado deixa o PS com uma vitória confortável nestas eleições, com uma diferença de 9,2 pontos percentuais.

O CDS sobe sete décimas, atingindo os 4,6%. Mesmo assim, fica atrás do Bloco de Esquerda (9,2%) e do PCP (6,6%), que mantêm os mesmos números da última sondagem da Pitagórica. O PAN tem a segunda maior subida, somando mais quatro décimas e a atingir os 4,8% das intenções de voto.

Ainda nesta sexta-feira, as sondagens divulgadas pelo Expresso/SIC (ISCTE e ICS), pelo Correio da Manhã/Jornal de Negócios (Intercampus), pelo Público/ RTP (Católica), pelo Sol (Eurosondagem) e pelo Jornal Económico (Aximage), também colocavam o PS no primeiro lugar. Também o PSD mantém-se no segundo lugar, com uma distância não suficiente para ambicionar a vitória, e o BE é a força definitiva do terceiro lugar.