A Bentley atingiu esta semana, pela primeira vez, a neutralidade carbónica na sua fábrica de Crewe, em Inglaterra, o que permitiu ao construtor britânico assumir-se como a mais sustentável das marcas de luxo. Este objectivo deu origem a um certificado da Carbon Trust, que confirma que o fabricante cumpre a norma PAS 2060.

Para alcançar este objectivo, Crewe utiliza apenas energia renovável, seja ela produzida pelos painéis solares que revestem o telhado dos parques e edifícios onde está instalada, ou então adquirida com um certificado de electricidade “verde”.

Este ano, a fábrica da Bentley juntou aos 20.815 painéis solares já existentes no topo dos edifícios, com uma capacidade de produzir 7,7 MW de energia (o suficiente para 1.750 residências particulares), mais 10.000 painéis com que cobriu os parques de estacionamento. Reforçando, assim, a capacidade de produção energética em 2,7 MW.

Isto coloca ponto final aos investimentos nesta área, nas últimas duas décadas, que fizeram de Crewe a fábrica mais sustentável do Reino Unido. Este marco na história do luxuoso fabricante é conseguido no momento em que foi igualmente prometido que todos os modelos da marca vão ter direito a uma versão híbrida plug-in até 2023, para depois, em 2025, surgir o primeiro modelo 100% eléctrico, alimentado por bateria.