O Governo preparou uma proposta de decreto-lei que prevê a subida para mais do dobro das multas por falar ao telemóvel enquanto se conduz. De acordo o projeto em causa, ao qual o Público teve acesso, as multas passariam de ir dos 120 aos 600 euros para começarem nos 250 e chegarem até aos 1250 euros.

Além disso, adianta aquele jornal, o decreto-lei prevê ainda uma subida nos pontos da carta de condução no caso desta multa. Atualmente, esta infração custa dois pontos da carta — mas, se esta proposta de decreto-lei seguir em frente, o custo serão 3 pontos.

No projeto-lei, refere-se que a medida se deve ao facto de a “utilização ou manuseamento continuado de aparelhos radiotelefónicos e semelhantes durante a marcha do veículo” é uma “crescente causa de sinistralidade”.

A ser aprovado, o decreto-lei não alterará o Código da Estrada, mantendo-se em vigor as regras vigentes.