São várias as empresas que estão de momento a desenvolver os seus aviões movidos a electricidade e alimentados por bateria. A ideia tem opositores, preocupados não com os motores eléctricos, mas sim com a forma de alimentá-los, pois se a opção recair nas baterias, o peso a transportar será muito elevado, comprometendo a autonomia do aparelho. Ainda assim, nada que impeça os técnicos da NASA de medir o pulso a esta solução.

A primeira empresa a colocar um homem na Lua quer agora ver se é possível fazê-lo voar, em companhia de mais uns quantos passageiros, sem fazer ruído e, sobretudo, sem poluir o ar que respiramos. Daí que tenha voltado a trabalhar num X-Plane, um avião experimental. No caso, não um aparelho construído pela NASA, mas sim um por ela adaptado ao voo eléctrico, numa medida que visa acima de tudo reduzir os custos nesta fase do projecto. Neste sentido, apesar da NASA liderar todas as operações, o trabalho de construção e de adaptação estará a cargo de uma empresa privada, a californiana Empirical Systems Aerospace.

O avião que a agência espacial americana tomou como base foi o italiano Tecnam P2006T, a quem foram retirados os dois motores de combustão e onde vão ser montados 12 motores eléctricos. Vão ser quando tiver asas, uma vez que as novas ainda estão em fase de construção, dado terem de ser produzidas à medida das novas necessidades.

Apesar de possuir 12 motores eléctricos, o X-57 Maxwell – assim se vai denominar o avião quando estiver na sua versão eléctrica – só vai utilizá-los na descolagem e aterragem, uma vez que em altitude de cruzeiro apenas necessita dos dois motores nas pontas das asas, os de maiores dimensões.

Segundo a NASA, o X-57 Maxwell vai montar motores de 60 kW (81,5 cv) a hélice, com os 10 motores centrais a terem a capacidade de dobrar as pás, para oferecer menos resistência ao ar.

O objectivo é conceber um avião que possa voar a 14.000 pés (4250 m de altitude) e a uma velocidade de 172 milhas por hora, ou seja, 318 km/h, recorrendo a uma tecnologia similar à que se pode encontrar nos automóveis eléctricos.