Controlar uma atravessadela que nunca mais acaba, em carros com mais de 1.000 cv e a grande velocidade, não é para todos. Tanto mais que, nas provas de drift, ganha o que conduz mais perpendicular à pista e mais próximo dos limites da mesma, idealmente do muro.

Os veículos utilizados no drift são dos mais díspares pois, mais do que a marca e o modelo originais, o que conta são as especificações depois de devidamente transformados. Mas por quê um carro qualquer, barato e sem pedigree, quando se pode guiar um Lamborghini, com um imponente V12 a responder com reforçado ânimo sempre que pressionamos o acelerador?

A Liberty Walk, um reputado preparador japonês desta disciplina do desporto automóvel, certificou-se que um Lamborghini Murciélago estava à altura das expectativas. O veículo em causa foi produzido há três anos e já foi visto nas mãos de uma das estrelas locais, o piloto Daigo Saito.

Para ver como tudo funciona nesta espectacular modalidade em o que importa não é ir depressa, mas sim atravessado, veja estes vídeos que provam que o equilíbrio e a precisão são determinantes. A isso é necessário somar o ruído do V12. Um gritar rouco que faz as delícias dos apaixonados pelos motores de combustão com raça.