António Costa entrou esta noite no Palácio de Belém como secretário-geral do partido mais votado nas eleições de domingo, o Partido Socialista. Uma hora depois viria a sair como primeiro-ministro indigitado pelo Presidente da República. Durante sete horas — das 11h30 às 13h30 e das 16h00 às 21h00 — Marcelo Rebelo de Sousa ouviu os 10 partidos que conseguiram eleger deputados à Assembleia da República.

As delegações partidárias entravam no Palácio de Belém pela rampa principal ainda no exterior. Já no interior, subiam as escadas que dão acesso à Sala das Bicas, onde os jornalistas captavam imagens do momento, e depois eram encaminhadas por funcionários da Presidência para uma sala onde esperavam a audiência com o Presidente da República. Ao mesmo tempo, a assessoria de imprensa de Belém encaminhava fotojornalistas e repórteres de imagem para a entrada do gabinete de Marcelo Rebelo de Sousa. Cada grupo tinha pouco mais de um minuto para captar imagens.

A ronda de partidos começou pelo LIVRE, seguido da Iniciativa Liberal, do CHEGA, “Os Verdes”, o PAN, CDS, PCP, BE, PSD e por último PS, o partido vai votado. A ordem foi essa mesmo: do partido com menos votos ao partido com maior número de eleitos.