A Câmara Municipal de Santana, no norte da Madeira, liderada pelo CDS/Madeira, vai reunir-se extraordinariamente na segunda-feira unicamente para a suspensão do mandato do presidente da autarquia, que vai assumir funções no XIII Governo Regional.

Esta [hoje] não será ainda a minha última participação na Câmara Municipal de Santana pois segunda-feira terá lugar uma reunião extraordinária que terá como ponto único a minha suspensão de mandato”, Teófilo Cunha.

Teófilo Cunha é o primeiro dirigente do CDS/M a assumir o cargo de presidente de uma autarquia madeirense, tendo conquistado ao PSD, nas eleições autárquicas de 2013, a Câmara Municipal de Santana assim como foi reconduzido nas de 2017.

O autarca não adiantou que pasta poderá assumir, adiantando que o presidente indigitado do Governo Regional anunciará na segunda-feira a composição do executivo. Teófilo Cunha vai, segundo o próprio, ser substituído na câmara pelo vereador Márcio Dinarte Fernandes.

O PSD venceu em 22 de setembro as eleições legislativas regionais, mas, pela primeira vez, sem maioria absoluta, elegendo 21 dos 47 deputados do parlamento regional. O CDS conseguiu três mandatos, pelo que os dois partidos coligados somam 24 parlamentares, número necessário para uma maioria absoluta.