O curso de Engenharia Civil do Politécnico de Castelo Branco preencheu uma das 25 vagas disponíveis desde a primeira fase com a segunda média mais alta do fim do concurso de acesso ao ensino superior, segundo dados esta sexta-feira divulgados.

De acordo com os resultados oficiais esta sexta-feira divulgados pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES), foi preciso chegar à última fase do concurso nacional de acesso (CNA) ao ensino superior público para que o curso de Engenharia Civil no Politécnico de Castelo Branco recebesse um candidato, que, com a segunda média de candidatura mais alta nesta fase, será o único aluno do curso, se concretizar a matrícula, e até serem conhecidos os resultados dos concursos especiais de acesso que se seguem.

Com uma nota de 18,66 valores, o candidato é até agora o único colocado na licenciatura que tinha desde o início 25 vagas por preencher. Uma nota mais alta nesta fase só se registou em Medicina Dentária, na Universidade do Porto, que preencheu a única vaga levada a concurso neste curso com um registo de 18,85 valores. Médias acima dos 18 valores foram ainda registadas em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores, no Instituto Superior Técnico (IST) da Universidade de Lisboa e em Medicina, na Universidade de Coimbra.

Concluída a terceira fase do CNA, 359 cursos deixaram ainda vagas por preencher e entre eles há 216 que não tiveram qualquer candidato. O MCTES divulgou esta sexta-feira os resultados da terceira e última fase de candidatura ao concurso nacional de acesso ao ensino superior.