Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

James Brown, um antigo ciclista paralímpico que tem uma deficiência visual, subiu ao topo de um avião da British Airways no aeroporto da Cidade de Londres, numa ação de protesto a favor do ambiente e contra a poluição causada pelos aviões, avançou o The Guardian. O ato foi feito no âmbito de várias manifestações do grupo Extinction Rebellion, no aeroporto britânico. Foram detidas mais de 50 pessoas.

[Veja o vídeo do momento em James Brown tenta, de forma insólita, alertar para os perigos do aquecimento global]

A comissária da polícia londrina, Cressida Dick, apelidou a manifestação de Brown como “imprudente, estúpida e perigosa”. No topo do avião, o manifestante fez um vídeo em direto em que justificava o que fez: “Isto é tudo sobre a crise climática e ecológica. Estamos a protestar contra a inação do governo sobre o clima e o colapso ecológico. Eles declaram emergência climática e não fazem nada a respeito disso.”

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

James Brown esteve durante cerca de uma hora em cima do avião da British Airways, até ser retirado pelas autoridades. A responsável da polícia explicou que o antigo ciclista paralímpico “comprou um bilhete, passou pela segurança de forma perfeitamente normal, subiu os degraus do avião e atirou-se para cima deste”.

Desde segunda-feira, já foram presas mais de mil pessoas devido a protestos pelo clima no Reino Unido. Rupert Read, um dos responsáveis do grupo Extinction Rebellion, defendeu este tipo de protestos. Segundo Read, passou 20 anos a bater à porta das pessoas pelo partido Verde e “nada funcionou”.