Os distritos do litoral português entre Viana do Castelo e Leiria estão sob aviso meteorológico amarelo por causa da chuva, indica a página do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). O aviso entrou em vigor às 05h04 desta segunda-feira em Leiria, Coimbra e Aveiro; e às 06h no Porto, Braga e Viana do Castelo. Vai continuar ativo pelo menos até às 12h nos seis distritos, sinaliza o instituto.

O mau tempo motivou três ocorrências junto da Proteção Civil, indica a página da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil. Em Elvas, Portalegre, seis bombeiros, apoiados por dois veículos, resolvem a queda de uma árvore desde as 07h18 desta segunda-feira. Em Ansião, Leiria, outra árvore caiu por causa da meteorologia adversa, obrigando à atuação de sete bombeiros com dois veículos. E em Odivelas, Lisboa, dois bombeiros limpam a via após a queda de uma árvore.

Os novos avisos meteorológicos de chuva foram emitidos depois de uma noite com 15 distritos portugueses sob aviso amarelo. Entre as 08h e as 18h de sábado, os distritos de Viseu, Porto, Vila Real, Viana do Castelo, Aveiro, Coimbra, Braga e as zonas madeirenses da costa sul, Costa norte, Porto Santo e regiões montanhosas já estavam debaixo de aviso amarelo.

Depois, a partir da meia-noite de segunda-feira e as 06h, também os distritos de Évora, Portalegre, Setúbal, Santarém, Lisboa, Leiria, Beja e Castelo Branco entraram em aviso meteorológico por causa da chuva “por vezes forte”, descreve o IPMA. Em Coimbra, o aviso amarelo foi alargado para vigorar durante a noite. Agora, com os novos avisos amarelos, os meteorologistas esperam chuva “que poderá ser persistente e por vezes forte”, avisam.

Os avisos meteorológicos amarelos de precipitação são emitidos em duas circunstâncias: caso se preveja a queda de 10 a 20 milímetros de chuva em apenas uma hora; ou se se esperam 30 a 40 milímetros de chuva em seis horas. Os avisos renovados esta madrugada foram emitidos porque se espera queda de chuva forte em pouco tempo, o que equivale à primeira situação.

Esta chuva vem acompanhada de uma descida generalizada da temperatura. No norte do país, as temperaturas máximas não ultrapassam os 18ºC, com a Guarda a registar apenas 13ºC de máxima e 6ºC de mínima. O Porto espera 17ºC de máxima e 13ºC de mínima. No centro, as temperaturas também não passam dos 18ºC. Em Portalegre, as temperaturas andarão entre os 8ºC e os 15ºC. Lisboa registará 19ºC de máxima e 13ºC de mínima.

No sul do país, a previsão meteorológica é semelhante. Faro será o distrito mais quente com temperatura máxima de 21ºC e 13ºC de mínima, mas o Alentejo não espera mais do que 20ºC e as temperaturas mínimas podem descer até aos 10ºC.

Apesar da chuva e do frio, o IPMA indica que há nove concelhos com risco moderado de incêndio (Olhão, Silves, Almodôvar, Mértola, Serpa, Moura, Barrancos, Gouveia e Figueira de Castelo Rodrigo), três com risco elevado (Vila Real de Santo António, Loulé e Manteigas), outros três com risco muito elevado (São Brás de Alportel, Tavira, Alcoutim) e Castro Marim sob risco máximo de incêndio.