Com um calendário “ambicioso e diversificado”, a 45ª edição do Portugal Fashion reúne 30 desfiles, coletivos e individuais, com as propostas para a próxima estação quente, onde a grande novidade é a presença de jovens designers internacionais no evento.

Além de criadores consagrados, como Alexandra Moura, Alves/Gonçalves, Diogo Miranda, Estelita Mendonça Hugo Costa, Luís Buchinho, Maria Gambina ou Miguel Vieira, vão também ser apresentadas as sugestões dos quatros vencedores da Milano Moda Graduate 2019, um projeto de promoção de novos talentos da Camera Nazionale della Moda Italiana.

“A nossa estratégia de internacionalização passa também por trazer o mundo até nós, nomeadamente convidando designers internacionais que possam promover no exterior a nossa fashion week e a fileira moda portuguesa”, explica a project leader do Portugal Fashion, Mónica Neto.

A pegada internacional do evento é ainda reforçada com o desfile, no dia 24, quinta-feira, de Nicolas Lecout Mansion, jovem criador francês formado no Atelier Chardon Savard, em Paris, que lançou a sua marca homónomia no início de 2018. “As suas coleções não têm género e são descritas como impressivas (ou até extravagantes), iconoclastas e inovadoras, em boa medida devido à inspiração que o criador diz encontrar em artistas plásticos como Salvador Dali e Frida Kahlo”, lê-se no comunicado.

Como já é habitual, paralelamente aos desfiles realiza-se o showroom Brand Up, que inclui propostas de vestuário, calçado, joalharia, ourivesaria, acessórios, marroquinaria e produtos de lifestyle, nesta edição a venda ao público é permitida pela primeira vez.

Marques’Almeida em Serralves com Paula Rego

O edifício da Alfândega do Porto continua a ser a base do evento, mas nesta edição haverá dois momentos fora de portas. Na noite do dia 23, quarta-feira, Katty Xiomara foge ao modelo tradicional de desfile numa apresentação que acontece no design hotel Tipografia do Conto, uma antiga oficina de artes gráficas na Rua Álvares Cabral, em Cedofeita.

Também a dupla portuguesa Marques’Almeida, sediada em Londres, regressa ao Porto e ocupa uma morada especial que é uma estreia no Portugal Fashion. O desfile de Marta Marques e Paulo Almeida realiza-se na Casa de Serralves, numa altura em que a instituição recebe a exposição “Paula Rego. O Grito da Imaginação” e se encontra em festa, comemorando 30 anos de fundação e 20 de museu.

Após a estreia na edição passada, está previsto um desfile coletivo de quatro marcas dedicadas à moda infantil, assim como a indústria do vestuário e do calçado, que voltam a pisar o palco do Portugal Fashion.

O programa arranca, mais uma vez, com o Bloom, projeto dedicado à descoberta e promoção de novos talentos, com os desfiles de seis escolas de moda – CENATEX (Guimarães), Escola de Moda do Porto, Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco (ESART), Escola Superior de Artes e Design de Matosinhos (ESAD) e Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa (curso de Design de Moda) – e as sugestões de jovens promessas como Unflower, Maria Meira e Rita Sá.

No Bloom Upload, plataforma experimental destinada a designers que “ainda se encontram numa fase embrionária dos seus percursos”, vão estar representados nomes a ter debaixo de olho, como Carolina Sobral, ARIEIV, João Sousa e 0.9 Vírus.