A polícia timorense está a interrogar um homem de 45 anos que por motivos ainda desconhecidos invadiu com uma mota a pista do aeroporto de Díli no momento em que aterrava um avião com mais de 100 passageiros.

O superintendente chefe Henrique da Costa, comandante do Serviço de Investigação Criminal (SIC) da Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL), explicou aos jornalistas que o incidente, que ocorreu na segunda-feira, está a ser investigado. “O homem que conduzia uma motorizada sem chapa de matrícula, e estava sem capacete, entrou na zona da pista do aeroporto onde tentou chocar a mota contra o avião da Sriwijaya que nesse momento estava a aterrar”, explicou.

“A equipa de segurança do aeroporto, incluindo PNTL, ANATIL, bombeiros e segurança civil tomou medidas para capturar o homem”, referiu.

O incidente ocorreu cerca das 13h30 (5h30 em Lisboa) quando o homem, da região de Railaco, município de Ermera, a sul de Díli, conseguiu entrar com a mota na pista. Passageiros do avião da Sriwijaya explicaram à Lusa que a aterragem foi “ligeiramente fora do normal”, tendo percebido o incidente com a mota depois de permanecerem algum tempo, dentro do avião na pista.

Em conferência de imprensa no quartel-general da PNTL, Henrique da Costa disse aos jornalistas que até ao momento ainda não há pormenores sobre a motivação ou o estado de saúde do homem detido em flagrante delito. “Ainda não sabemos se é ou não uma pessoa com problemas mentais. O SIC vai levar o suspeito ao HNGV para que sejam conduzidos testes médicos”, disse.

Questionado pela Lusa o responsável policial timorense admitiu que o caso causou preocupação, estando já a ser revista a segurança no aeroporto Nicolau Lobato, em Díli.